CategoriaDiário de Ana Cosentino

Vídeos Diários do Dia a Dia da Ana Cosentino

Paducah, a cidade do Patchwork!

Paducah

 O Ateliê Ana Cosentino está em Paducah , expondo seus produtos pela primeira vez no evento de primavera da AQS (American Quilt’s Society). Considerada a cidade do patchwork, Paducah fica no Kentucky, Estados Unidos.

Paducah

Você pode nos acompanhar desde uma breve apresentação da cidade, passando pela montagem da feira, até passeios dentro da feira na nossa playlist de vídeos Diário de Paducah!

 

É muito interessante observar como Paducah é realmente a cidade do patchwork (que por lá é chamado de quilt). Durante o evento há lojas do segmento espalhadas por toda a cidade, lojas sazonais, que ficam montadas durantes essas épocas. Os moradores de lá praticamente respiram o tema. O público da feira é formado em sua maioria por senhoras que gostam mesmo é de fazer suas peças. Há uma baixa procura por produtos pontos, o sucesso por aqui está nos projetos e materiais para você mesmo fazer. Apesar de ser permitida a entrada de crianças, são poucas as que circulam pelo evento e, diferente do Brasil, dificilmente os maridos acompanham as esposas.

 

A cidade é pequena e tem cerca de 25 mil habitantes, porém durante o evento da AQS ela chega a receber cerca de 40 mil pessoas, entre visitantes, expositores e fornecedores. Quase o dobro! E todos os moradores e prestadores de serviço da cidade tem a preocupação de receber bem quem vem de fora. Estão sempre perguntando se estamos gostando da estadia e ajudam sempre que é possível. É muito bacana!

 

Como a maioria dos expositores também são senhoras, há uma equipe de voluntários formada por alunos das escolas cristãs da região, que ajudam durante todo o evento fazendo o staff da feira. Ajudam a descarregar material, montar stand, organizam filas, cuidam do fluxo no estacionamento. Eles estão identificados com camisetas amarelo fluorescente, como você vai observar no vídeo a seguir:

 

As exposições espalhadas pela feira são simplesmente maravilhosas:

 

 

Nós ficamos muito felizes e orgulhosos em ver que algumas brasileiras foram premiadas nos concursos da feira este ano e gostaríamos de parabeniza-las mais uma vez.

 

O trabalho “Águas Claras” da Lucia Souza de São Vicente, – SP.

 

O trabalho “The Navigator’s Star” das meninas Aline Bugarin e Natacha Bugarin de Campinas – SP.

 

O trabalho “Amazonia” da Rosani Ganc.

 

 

“Quem faz patch não pode morrer sem conhecer Paducah e o Museu do Quilt, eu sempre falei isso. (…) Fiquei muito emocionada quando vi a abertura da feira. Não foi nada muito diferente do que a gente conhece, mas sabe quando você volta no tempo e você vê tudo que você fez, tudo que você trabalhou pra chegar onde chegou? Quantas pedras eu tive que tirar, tudo que eu tive que enfrentar pra chegar onde cheguei e eu tô lá! (…) A gente sente uma alegria, uma satisfação e você vê que é só o comecinho. Isso reforça o que eu digo, nós brasileiras somos grandes artistas, nós temos um grande potencial de trabalho, ainda vai despontar muita gente boa. Estamos só no começo! (…)quando eu vi, estava vendo e chorando! Hoje foi um dia de grandes emoções.” Ana Cosentino

 

Um abraço!
Equipe Ana Cosentino

Vamos para Feira de Paducah! 26 a 29 de abril

No ano passado, enquanto participávamos da feira de Houston, fomos convidados a participar de outra feira de patchwork nos Estados Unidos, a Spring AQS QuiltWeek 2017, a famosa feira de Paducah que acontecerá de 26 a 29 de Abril.

Pra quem não sabe o que é a feira de Paducah, nós vamos contar um pouquinho: Muito diferente do que estamos acostumados a ver por aqui no Brasil, esta é uma feira de patchwork que acontece duas vezes por ano (Primavera e Outono), na cidade de Paducah no Kentucky, Estados Unidos, e que fica concentrada em um grande pavilhão de exposições com dois grandes andares.


A feira é organizada pela AQS (American Quilter’s Society), a maior e mais antiga associação de quilting do mundo que está há mais 30 anos promovendo o patchwork, trazendo novidades do mercado, materiais, técnicas, muito conhecimento, excelentes profissionais e inspiração para quem gosta e trabalha com isso. Nesta época a cidade fica toda decorada com bandeiras/flamulas do evento. Para transitar por todos os espaços da feira, são disponibilizados ônibus que fazem o transporte gratuito entre os pontos de exposição.
Site: http://www.americanquilter.com/
Fica em Paducah também o maior e mais antigo Museu do Quilt que existe no mundo. Um espaço enorme criado em 1991, dedicado à exposição de trabalhos, programas educativos e que conta com uma biblioteca riquíssima sobre o assunto e um café aconchegante para que você faça a sua pesquisa. Quem ama o patchwork tem que visitar este museu pelo menos uma vez na vida. Os trabalhos expostos são simplesmente ma-ra-vi-lho-sos. Coisas fantásticas e até inacreditáveis pra gente ficar babando! E tudo é feito pelas melhores profissionais do mercado. Imagine que há um espaço tipo “calçada da fama” onde estão impressas as mãos das quilteiras mais famosas, não é o máximo? Já pensou ter suas mãozinhas entre elas?


Outra coisa que tem por lá, são as grandes lojas de suprimentos para patch. Você, por acaso, já ouviu falar da Hancock’s of Paducah? É a maior loja de patchwork do mundo. Um espaço gigante, cheio de tecidos, trabalhos e materiais de patch. Um negócio familiar criado em 1969. A loja conta com cerca de 90 trabalhos em exposição, tem uma infinidade de estampas (50.000 diferentes!) que ficam separadas por designer, já pensou quanta coisa bacana num lugar só? Dá pra se perder lá dentro e passar um dia inteiro só escolhendo o que comprar. Um verdadeiro “sonho de consumo”.

Se você é fã da Eleanor Burns, vai encontrar em Paducah também a sua loja Quilt in a day, que fica próxima ao Museu do Quilt. Vale a pena a visitinha!

Feira de Paducah

Feira de Paducah

A cidade de Paducah é pequena, com jeitinho de cidade do interior, sem muitos prédios altos e com poucos habitantes. O rio Tenesse circula toda a cidade, por isso foram construídos muros altos ao redor para conter as cheias do rio. Esses muros contem painéis com pinturas maravilhosas que contam a história local. Além disso, em 2013 a cidade foi eleita pela Unesco como a 7ª cidade do Artesanato e a Arte Folk do mundo, tamanha é a importância dos trabalhos manuais para a cidade.

É tudo muito legal, as amantes do patchwork vão adorar conhecer este evento. Se você tiver a oportunidade, vá! Mas se ainda não é possível ir até lá, fique ligadinho em nosso Facebook para acompanhar as transmissões que faremos pra te mostrar tudinho e aguarde o post que faremos na volta da feira pra contar pra você tudinho quer rolou por lá, tá? Por enquanto estamos só nos preparando…

Feira de Paducah
Um abraço!
Equipe Ana Cosentino

Brazil Patchwork Show – 2017

Brazil Patchwork Show

A Brazil Patchwork Show foi uma maravilha!

Feira é uma loucura, dá um baita dum trabalho, mas quando acaba a gente fica sempre com a sensação gostosa de

missão cumprida. Gostoso rever velhos amigos, colegas de trabalho e também conhecer gente nova e receber toda a

boa energia que vem de vocês. Isso nos faz ter a certeza de que sempre vale a pena investir na corrente do bem!

 

Meu Stand:

 

Montar todo o stand, encher de mercadoria, decorar e organizar tudo é um trabalho enorme e que envolve toda a

nossa equipe. Com espírito de colaboração a gente consegue colocar tudo em seu devido lugar pra receber as

clientes da melhor maneira possível. Depois de tudo arrumadinho, deixamos à disposição uma equipe de

atendimento Nota Mil!! A equipe Ateliê Ana Cosentino e Alecrim Tecidos organizaram tudo com muito cuidado e

atenderam a cada uma com muito carinho, também! Recebemos muitos elogios.

 

Este ano escolhemos participar de 4 feiras ao longo do ano todo. A Brazil Patchwork Show – que aconteceu de 05 a

08 de Abril, no Espaço Pro Magno, ali na Casa Verde – foi a primeira delas. Apesar de todo o trabalho, é um momento

muito importante para nós, porque nos coloca em contato direto com o público, com as alunas dos cursos online e

também com as clientes da nossa loja virtual e aquelas que esperam sempre pelas feiras para nos visitar.

 

Que delícia as alunas chegando com olhos brilhando para falar com a professora. Ganharam abraços, tiraram fotos e

aquelas que trouxeram os cadernos para mostrar, ganharam visto e recadinho personalizado da professora.

 

Nas feiras a gente fica sabendo de cada história linda, muitas delas super motivadoras, por isso estamos também

gravando alguns depoimentos para poder compartilhar um pouco disso tudo que chega até nós. Teve bastante visita

de estrangeiras. Trazendo um carinho que atravessa continentes e oceanos. Um momento muito especial!

 

Também visitamos os nossos parceiros. A Handi Quilter estava lá exposta para quem quisesse experimentar. A Ana

Cosentino desafiou algumas pessoas só pra provar que qualquer um pode pilotar uma máquina de qualidade,

independente de sexo ou idade!

 

Não podemos nos esquecer das visitas ilustres que sempre nos recebem tão bem na gravação dos programas:

Arte Brasil

Kombina

Vida com Arte

Ateliê na TV

 

Nesta feira também fizemos o lançamento oficial da Alecrim, nossa empresa de tecidos. Um espaço para atender os

os lojistas, mas tudo a venda no varejo também em nossa loja. Apresentamos a Coleção Caribe, que conta com 7

variações entre o azul e o neutro e a Coleção Outonais que conta com 13 tons entre marrons, laranjas, verdes,

amarelos e neutro. Cores escolhidas e qualidade aprovadas por Ana Cosentino e suas alunas.

 

Depois que acaba bem o cansaço, mas também o agradecimento profundo a todos os envolvidos neste processo de

feira. Nós e toda a nossa equipe estamos felizes e muito orgulhosos. A gente trabalha sempre sorrindo, sempre se

divertindo e procurando sempre fazer o melhor atendimento possível!

“A concorrência saudável só estimula o crescimento do patchwork no Brasil. E com isso todos nós ganhamos,

empresários, lojistas, clientes e público!” (Ana Cosentino)

 

Até a próxima!

Este foi um artigo sobre a Brazil Patchwork Show, você gostou? Deixe seu comentário!